Saúde da mulher: aprenda tudo sobre essa área da fisioterapia

0

Área da fisioterapia responsável por atender mulheres em todo seu ciclo de vida, da infância à terceira idade, em diversas patologias e condições é a saúde da mulher.

Separamos informações importantes sobre essa área. Por isso, leia até o final para entender se vale a pena ir para essa área da fisio.

O que é a Fisioterapia na Saúde da Mulher?

É uma Especialidade da Fisioterapia bastante nova no mercado de trabalho. Foi reconhecida em 2009 e regulamentada em agosto de 2011 pelo COFFITO (Conselho Federal de Fisioterapia e Terapia Ocupacional).

A Fisioterapia na Saúde da Mulher atua em todo o ciclo vital feminino, desde a infância, gestação, trabalho de parto e pós-parto, puerpério, climatério até a terceira idade, prevenindo e tratando diversas patologias da área.

Por estar em constante transformação, o corpo feminino desencadeia diversos problemas no decorrer da vida e isso faz com que as mulheres procurem especialistas para tratar e/ou prevenir tais problemas.

Como funciona o atendimento?

A Fisioterapia na Saúde da Mulher funciona basicamente da seguinte forma: avaliar, responder dúvidas e tratar queixas das mulheres em relação à saúde sexual e reprodutiva, patologias do assoalho pélvico, mama e sistema urinário, gestação, parto e pós-parto.

Após avaliação o fisioterapeuta delineia um plano de tratamento.

Na maioria das vezes o tratamento é muito gratificante tanto para a paciente quanto para o fisioterapeuta, pois apresenta excelentes resultados.

Após a alta do tratamento fisioterapêutico, a paciente decide se continua ou não com os exercícios, sendo que, o recomendado é continuar com as sessões de fisioterapia para manutenção e estabilidade do quadro.

A Fisioterapia na Saúde da Mulher atende mulheres em todo seu ciclo de vida.

Separamos esse vídeo completo para você se aprofundar e entender sobre os atendimentos na saúde da mulher 👇👇👇

Evolução da Fisioterapia na Saúde da Mulher

Pioneira em Saúde da mulher | Elza Baracho

Não existem muitos relatos sobre o histórico da atuação da Fisioterapia na Saúde da Mulher. Porém acredita-se que teve início na década de 40 na Inglaterra onde se encontram os primeiros estudos sobre a musculatura do assoalho pélvico, gestação e trabalho de parto.

Somente na década de 70 surgem estudos relacionados à fisioterapia nas disfunções do assoalho pélvico e complicações mamárias.

A pedido dos profissionais que trabalhavam com as mulheres, nasceu a ABRAFISM (Associação Brasileira de Fisioterapia na Saúde da Mulher) no ano de 2006.

Uma grande referência na área da Fisioterapia na Saúde da Mulher é Elza Baracho.

O que a Fisioterapia trata na Saúde da Mulher?

A Fisioterapia na Saúde da Mulher trata de diversas patologias e condições do universo feminino. Dentre elas as mais comuns são:

  • Prevenção e tratamento de Incontinência Urinária e Fecal;
  • Pós-operatório de cirurgias ginecológicas e oncológicas de pelve e mama;
  • Gestação, parto e pós-parto;
  • Prolapso de órgãos;
  • Fraqueza da MAP (musculatura do assoalho pélvico);
  • Insatisfação/disfunção sexual;
  • Bexiga hiperativa, neurogênica e outras.

Atuação da Fisioterapia na Saúde da Mulher no pós-parto

O pós-parto também chamado de puerpério, dura de 6 a 8 semanas e é o período onde o corpo da mulher retorna ao estado não gravídico, passando por inúmeras transformações físicas, emocionais e hormonais.

A Fisioterapia na Saúde da Mulher irá atuar segundo Elza Baracho, na orientação para amamentação, incluindo cuidados com a mama, pega correta do bebê, postura correta da mãe e posições corretas para amamentar, ergonomia no manuseio do recém-nascido para amamentar e dar banho, e avaliação da musculatura do assoalho pélvico e da diástase abdominal.

As orientações incluem também exercícios para redução do edema de membros inferiores. Posteriormente o fisioterapeuta irá fornecer orientações e exercícios para o retorno das puérperas à atividade física.

Quais técnicas utilizadas pela Fisioterapia na Saúde da Mulher?

Muitas são as técnicas que podem ser utilizadas na Fisioterapia aplicada à Saúde da Mulher, dentre elas a mais importante e conhecida é a Cinesioterapia ou Exercícios de Kegel, que são exercícios perineais para o tratamento de Incontinência Urinária e prolapsos de órgãos descritas por Arnold Kegel na década de 40.

Esses exercícios tem a função de fortalecer a musculatura do assoalho pélvicoe aumentar a circulação de sangue no local. Outras técnicas utilizadas são: Pilates e Treinamento funcional associados aos exercícios de Kegel e o toque manual para trabalho de conscientização e resistência muscular.

Alguns exemplos de exercícios de Kegel (pode ser realizado por qualquer pessoa).

Equipamentos usados

Existem equipamentos muito utilizados na Fisioterapia na Saúde da Mulher, contudo é possível realizar o tratamento das pacientes sem nenhum equipamento.

Biofeedback perineal

Alguns dos equipamentos disponíveis para auxiliar o fisioterapeuta em seu tratamento são o Biofeedback perineal que permite a reeducação ativa e controlada da musculatura do assoalho pélvico necessitando da participação ativa do paciente.

Cones vaginais

Cones vaginais que são cápsulas anatômicas com pesos diversificados que ao serem introduzidos no canal vaginal, permitem que a mulher exerça a correta contração da musculatura do assoalho pélvico.

A vantagem dos cones vaginais é o resultado gradual e progressivo que se consegue adquirir, pois a medida que a mulher melhora em questão de força e resistência muscular, aumenta o peso do cone, assim a paciente consegue observar os resultados.

Como se tornar Pós-graduado em Fisioterapia na Saúde da Mulher?

saude da mulher fisioterapia

Após concluir a graduação em Fisioterapia, que leva de 4 a 5 anos, e se inscrever no CREFITO (Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional).

O profissional que apresentar interesse na área da Fisioterapia na Saúde da Mulher deverá procurar por uma instituição que forneça a pós-graduação.

Algumas instituições que fornecem o curso são:

  • Ciências Médicas de Minas Gerais
  • Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo
  • Instituto Israelita de Ensino e Pesquisa Albert Einstein
  • Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo
  • Baracho educação continuada

Esses são os cursos mais renomados de saúde da mulher na fisioterapia.

Qual o salário de um fisioterapeuta especialista na saúde da mulher?

De acordo com algumas pesquisas, o fisioterapeuta que atua na Saúde da Mulhertem o salário em torno de R$ 2.200,00 mensais.

Vale ressaltar que esse valor é uma média, pois fisioterapeutas com essa especialidade podem atuar em diversos setores o que implica em seu salário.

Fisioterapeutas que atuam na atenção primária em UBSs ou na equipe NASF por exemplo, podem ganhar um pouco menos, em torno de R$1.500,00, e fisioterapeutas que atuam em grandes maternidades conseguem salários melhores, na faixa de R$3.000,00.

Bom, esse é nosso texto sobre saúde da mulher, gostou? Não deixe de ver outros conteúdos aqui.

Leave A Reply

Your email address will not be published.